✐ Estudos & Aprendizagem Organização Universidade

8 coisas para preparar para o próximo ano letivo

O ano letivo está quase a começar, assim, a preocupação está a bater à porta. Este ano voltei ao mundo da escola visto que me candidatei ao mestrado e entrei! Admito que estou muito nervosa com as possibilidades de tudo visto que vai ser um ano totalmente diferente. Apesar de ser um curso que eu penso que vou adorar (Estudos Editoriais em Aveiro, aqui vou eu! ✌️), é noutra cidade e é no meio de uma pandemia mundial. Concluindo, está tudo tão incerto que eu nem estou a fazer demasiados planos para o próximo ano letivo. Claro que talvez haja coisas que vou ter de mudar mesmo que as faça agora, mas isso só com testes é que consigo perceber se preciso de alterar ou não.

8 coisas para preparar para o próximo ano letivo

Apesar de tudo, estou a tentar organizar-me com antecedência e arranjar maneira de sentir o mínimo de ansiedade possível. Aviso já que, como não sei o que esperar para o próximo ano letivo e ainda não tenho muitas informações, é muito possível que não compre material escolar. Isto porque também ainda tenho material escolar em bom estado, então é escusado gastar dinheiro à-toa. 

Vou fazer uma mini-série de regresso às aulas onde vou desmistificar e explicar o que pretendo fazer este ano, além de trazer dicas de estudo e organização para este novo e confuso ano letivo. Além disso, tenho um artigo já antigo sobre algumas questões frequentes sobre a universidade que podes ler! Tentei cobrir as bases todas para que fosse o mais informativo possível.

1. Arruma os teus materiais escolares e vê o que precisas de novo.

Este era o passo que eu às vezes saltava só para poder ter coisas novas (desculpa, mãe!). Admito que material escolar é a minha perdição e sentir o cheirinho a novo de tudo era a coisa que me motivava mais para regressar à escola. A partir do terceiro ciclo percebi que o dinheiro não cresce das árvores apesar de o dinheiro ser feito de papel.

Começo sempre por avaliar o meu material escolar e ver o que estava bom e o que precisava de uma substituição. Tirava sempre tudo para fora das gavetas e via se era preciso comprar de novo ou não. Cadernos e borrachas era o essencial para comprar de novo por ser as coisas que mais se utiliza e mais desgaste tem. Canetas era onde levava a minha mãe à falência (exagerado, eu sei) porque eu queria sempre canetas de cores diferentes e ela lá concordava. O resto dependia muito do que cada professor pedia, honestamente.

O essencial é mesmo fazer uma lista com todo o material que é natural ter e que os professores pedem e ir riscando o que está em bom estado.

2. Revê os papéis e cadernos do ano passado e deita fora o que não é preciso.

É muito fácil ir acumulando cadernos e papéis que já não são precisos. É muito comum guardar coisas sem as rever, fazendo com que se tenha coisas que possam ser deitadas foram e estão a ocupar espaço. Assim, eu faço sempre uma revisão daquilo que tenho guardado e divido em duas pilhas: guardar e deitar fora. É muito auto explicativo como divido os papéis e os cadernos, eu sei. Na licenciatura eu tinha Literatura Inglesa desde o nível 1 ao nível 5 e outras cadeiras que se dividiam assim, então é mais fácil dividir por disciplina e por anos também. Apesar do mestrado ter algumas diferenças da licenciatura que tirei, é melhor guardar certas coisas na mesma caso precise de referenciar algo ou usar para algum trabalho.

3. Faz uma lista de das tuas distrações favoritas.

Isto é uma nova etapa que decidi introduzir na minha preparação para o novo ano letivo. Quando estou a estudar, até olhar para o meu moodboard é uma distração. Então, a minha ideia é mesmo criar uma lista de potenciais distrações e todas as minhas distrações favoritas que já são usuais. Deste modo posso fazer algo para prevenir que o meu foco se distribuía para outros lados.

4. Cria um espaço de estudo que reduz distrações.

Este passo segue o anterior e sou culpada de não seguir este 100% à regra, admito. A ideia é construir um espaço que reduz ou evita as distrações naturais (uso de telemóvel, joguinhos, canetas divertidas, blocos de notas chamativos, etc). No final, é suposto ficares com uma secretária ou área imaculada de possíveis entretenimentos para que te consigas focar nos estudos e naquilo em que estás a aprender. Cada pessoa é diferente e precisas, também, de entender o que é que te distrai para conseguires adaptar o espaço às tuas necessidades.

5. Pensa em hábitos que usarás durante o ano letivo.

Eu falo por experiência própria quando digo que estudar e tudo o que era relacionado com universidade e escola acaba por se tornar o meu maior foco, ao ponto de me esquecer de todos os outros pontos da minha vida. Eu chegava mesmo a ser obcecada por estar sempre a estudar e eu sei que isso não é nada saudável, mas era o que me deixava bem. Isto porque eu sentia-me culpada se não estivesse a estudar. Ora, obviamente que quero mudar essa mentalidade. Assim, pensar em hábitos e em áreas que quero continuar a cuidar e a tomar conta é o ideal para depois as conseguir colocar na minha rotina de modo fluído e sem problemas. 

6. Desenvolve um calendário e organiza a tua semana com o horário das aulas e da tua rotina.

Continuando a etapa anterior, aqui é o momento para criar um calendário semanal com as rotinas novas, hábitos novos e o horário das aulas. Quando são as aulas? A que horas vou estudar? Onde coloco o meu tempo para ler? Quando vou querer fazer exercício? Quando é que vou estudar aquela línguas que quero aprender? É preciso pensar na semana como um todo e ver quais são as horas livres para inserir as coisas novas que queres fazer!

7. Elabora uma lista de objetivos que gostavas de atingir no próximo ano letivo.

Isto é super importante para conseguires perceber o que queres atingir com este novo ano letivo. O que decidires nesta fase ajuda-te adaptares o teu calendário semanal para chegares aos objetivos. Teres uma certa média? É subires a nota a alguma disciplina? Conseguires estar presente em todas as aulas? Tirar 19 num trabalho ou num teste? Define o que queres este ano letivo e cria uma lista de passos que podes fazer para chegares lá. 

8. Estuda as melhores formas de produtividade e organização.

Esta iniciativa vai ser a base de tudo o resto, no final do dia. Para te preparares para o próximo ano letivo tens de pensar que formas de produtividade e organização te são mais favoráveis e melhores para o teu tipo de aprendizagem. Não somos todos iguais e para umas pessoas funciona umas coisas, para outras pessoas funciona outras coisas. O que é melhor para te conseguires focar e estudar? É usares o Google Calendar? Ajuda-te uma combinação de time blocking e time batching? Preferes usar o syllabus para estudares? Testa durante umas semanas e vê o que funciona para ti. 

Se quiseres ler sobre como conseguires manter os teus objetivos, podes ler este artigo que a The Little Angie escreveu há pouco tempo para tornares este ano letivo o teu melhor ano de sempre. Claro que serve para qualquer objetivo que tenhas, por isso, dá lá um saltinho!

Se tiveres alguma ideia que querias partilhar, não te esqueças de comentar.

Até já,

Lê também

Sem Comentários

    Diz o que pensas! ;)

    %d bloggers like this: