✐ Estudos & Aprendizagem Universidade

5 Dicas Para Estudantes de Línguas e Literaturas

Dicas-Para-Estudantes-de-Línguas-e-Literaturas

Muita gente sabe que tirei uma licenciatura na Universidade do Minho e foram três anos de muito estudo. O meu major era inglês e o meu minor era alemão e fazia imensos trabalhos e testes. Tendo isto em conta, precisava de absorver muita informação ao mesmo tempo e ler imensas folhas para conectar o que os professores davam nas aulas. Ao longo do tempo, desenvolvi algumas dicas para estudantes de línguas ou literaturas que achei importantes ao ponto de vir aqui partilhar.

Dicas Para Estudantes de Línguas e Literaturas

É importante realçar que isto foi o que funcionou comigo e, apesar de algumas coisas parecerem estranhas, resultam. Não importa muito onde vais procurar ajuda, mas sim como a usas e vais entender o que quero dizer com isto ao longo do artigo.

Como referi anteriormente, no artigo sobre coisas para preparar para o próximo ano letivo, eu voltei à universidade, desta vez para mestrado. Apesar de estar a ser diferente do que eu esperava e daquilo que experienciei na licenciatura, estas dicas continuam a fazer falta para certas partes das aulas.

Transformar PDF’s/Imagens em texto.

Isto é bastante útil, principalmente, se estás a fazer trabalhos para disciplinas de culturas ou literaturas. Eu usava o Google Tradutor que fazia logo o trabalho completo caso fosse preciso traduzir também (no caso de Literatura e Cultura Alemã) ou usava o Online OCR em que transformava qualquer imagem ou pdf’s com imagens em texto. Normalmente fazia isto para retirar citações ou informações mais extensas para usar em trabalhos, mesmo que fossem em inglês.

Deves usar tradutores, SIM.

Não quero saber o que as pessoas dizem, mas é muito importante que uses os tradutores que encontres disponíveis. O essencial aqui é saberes como os usares. Não importa só saber a tradução da palavra, mas perceberes em que contexto a podes usar. Isto porque, por exemplo, em francês, Bonne Nuit e Bonsoir têm a mesma tradução, Boa noite, mas são expressões dadas em contextos diferentes. A primeira é quando já estás pronto(a) para ir dormir e a segunda expressão é para quando se cumprimenta alguém à noite.

Um dos sites que gosto para isto é o Deepl.com porque tem várias informações como: exemplos de palavras relacionadas, a tradução, exemplos de contextos que se pode usar a palavra e, ainda, quando é um significado com mais do que uma palavra, explica o que cada palavra quer dizer em separado.

Usa filmes, músicas, séries e podcasts.

Tanto para estudar cultura, literatura ou uma língua, é importante fazeres pesquisa própria. Na minha opinião, compreendesse mais depressa as coisas que aprendes por ti próprio(a) do que quando se está assistir uma aula. Isto porque quando procuras por vontade própria, acaba por ser tua iniciativa então estás mais recetivo(a) à informação que recebes. Claro que o mesmo devia acontecer nas aulas, mas às vezes não há tanta energia para se estar 100% atento. Por exemplo, eu sei falar de tudo o que escrevi nos meus trabalhos muito mais depressa do que sobre coisas aleatórias que dei nas aulas.

Normalmente, é possível encontrares várias listas de entretenimento para estudares qualquer coisa que procures. A Netflix é boa para isto visto que podes mudar o áudio e a linguagem das legendas.

Usar Grammarlly.

Principalmente para quem tem muitos trabalhos ou apresentações em inglês, Grammarly é perfeito para corrigir a gramática e erros, além de sugerir sinónimos mais adequados. Eu apenas uso o plano gratuito, mas acredito que o plano pago seja muito mais favorável já que o gratuito oferece tanta correção.

Mapas mentais e mapas cronológicos vão ser os teus melhores amigos.

Eu era a pessoa que não usava muito estas técnicas até chegar ao secundário e decidir que tinha de estudar a sério. Como sou uma pessoa que aprender com as coisas que vê, fazer mapas mentais e mapas cronológicos ajudou-me imenso. Compreendi vários conceitos e decorei várias datas que, até agora, as tenho na minha cabeça. Consegui relacionar isto com línguas, especialmente em alemão porque a gramática é confusa para mim, em qualquer língua, sinceramente.

A primeira imagem foi um mapa mental que usei para explicar os tempos verbais do alemão. Isto até pode não ser considerado um mapa mental, mas eu considero porque foi uma construção mais visual da matéria toda. A segunda imagem já foi retirada do Pinterest para conseguirem compreender o que quero dizer.

Espero que tenhas guardado alguma informação útil destas 5 dicas para estudantes de línguas ou literaturas. Sei que me ajudaram bastante e, como não vejo nada para esta área, decidi criar eu um artigo. Se tiveres mais alguma dica ou truque, não te esqueças de comentar abaixo.

Até já,

Lê também

Sem Comentários

    Diz o que pensas! ;)

    %d bloggers like this: